top of page

Selma Candeia participa da Ação Griô, em programação que homenageia centenário da Portela

Updated: Jun 30, 2023

Iniciativa é parte do projeto patrocinado pela Light e Governo do Estado do Rio de Janeiro

Foi cheio de emoção e muitas histórias o encontro da sambista Selma Candeia com um grupo de crianças do Morro da Mangueira, realizado pelo Museu do Samba na tarde do último dia 5 de abril, na sede da instituição. A contação de histórias fez parte da Ação Griô, que promove o bate-papo de baluartes do samba com crianças e adolescentes, com a finalidade de preservar e transmitir memórias e tradições do samba, dos sambistas e suas vivências com as escolas de samba. A iniciativa conta com patrocínio da Light e do Governo do Estado do Rio de Janeiro, por meio da Lei de Incentivo à Cultura.


Filha do legendário Candeia, um dos fundadores da Portela, Selma contou histórias afetivas e pouco conhecidas de seu pai, considerado um dos maiores sambistas de todos os tempos. Lembrou a relação de Candeia com a Águia, cantou músicas de autoria do compositor e falou sobre sua luta pela valorização da cultura negra.


Cantora e integrante do quarteto vocal Matriarcas do Samba, Selma Candeia se emocionou. "É importante demais poder contar para essas crianças que suas histórias podem ser tão grandes quanto a do meu pai, que nós, negros, temos muito do que nos orgulhar, que há grandes nomes de nossa cultura com quem podemos nos identificar", afirmou.


As crianças que participaram fazem parte da turma de afro letramento criada pelo Museu do Samba. Trata-se de um projeto que visa ao desenvolvimento da criança para além da escola, tendo como base a valorização da ancestralidade afro-brasileira através do samba. Entre as atividades promovidas com a turma estão aulas de reforço escolar, oficinas de leitura e contação de histórias.


Opmerkingen


bottom of page